Manoel Barembein, um dos produtores de discos mais importantes do Brasil se mudou para Ma'ale Adumim, cidade próxima a Jerusalém. Foi por não encontrar motivação para permanecer num país onde abundam Paulas, Pablos, Anittas, Jo Jo Todynho e outras excrescências criadas pela mídia chula e oportunista a encher de dinheiro mediocridades que preferem o apelo fácil e escatológico que hoje rege o mercado da música popular. Com certeza já deve ter passado muitas horas no Muro das Lamentações lembrando de trabalhos que até hoje repercutem um tempo em que prevalecia talento, coerência e competência.

A Nova Música do Brasil

Quase treze anos após a realização do “Festival Cultura – A Nova Música do Brasil” cujo objetivo foi revelar novas músicas, cantores, compositores e instrumentistas, podemos encontrar em seu residual alguns nomes já consagrados: Roberta Sá, Diogo Nogueira, Ceumar , Danilo Moraes e outros que ainda não conseguiram mesma projeção. Importante, porém, foram os desdobramentos do que considero ter sido o painel mais rico e abrangente jamais realizado sobre música popular no Brasil. Da fronteira Sul o Chamamé, do Vale do Jequitinhonha, Tambor de Crioula, do Amapá, Mar Abaixo, além da revelação das Alfaias do Pará com ritmos inéditos por aqui cuja presença provocou movimentos musicais em seus locais de origem que hoje fazem parte do imenso acervo da Nova Música do Brasil que é ignorado pela mídia, hoje ocupada pela vulgaridade imposta pelo marketing cujo único objetivo é faturar sem nenhum compromisso com a cultura do país. Muitas as razões que nos levaram a situação atual, a começar pela censura e perseguição a cultura em geral que criaram verdadeiro vácuo intelectual e político. A mídia, que pela audiência fácil dá mais valor a quantidade que a qualidade. Além das transformações impostas pelas novas plataformas digitais que depois de inviabilizarem a indústria do disco, transformaram a forma de fazer e comercializar música. Produção independente passou a ser a única via que de forma impressionante se transformou num forte movimento por todo o país trazendo novos horizontes para toda uma geração. Cuja visibilidade poderá ser ainda mais importante do que a Bossa Nova e mesmo do que os grandes Festivais que mudaram a música e a televisão chegando a interferir na história recente do país.  

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon